OldGames, OldGen e Obras de Arte!

Videogame não é futebol ou qualquer outro esporte.
Para falar, comentar, discutir e argumentar é preciso jogar.
Em plena era da emulação, torrents e pirataria, abrigar nas mãos e coduzir um joystick de Atari é algo que teclado ou dual shock nenhum irá reproduzir, experiência incomparável. Afinal, só aqueles que desfrutaram do game Battletoads com o controle do NES (o legítimo da Nintendo) e Decathlon (Atari) sabe do que estou falando.

OldGames é um hobby que começa a crescer no Brasil. No resto do mundo, OldGames é um filão de mercado levado a sério e tratado por “gente grande”. Pois quanto mais potentes os consoles se tornam, mais os gamers olham pra trás. É no passado do Videogame que está sua essência.

Bem, BLA..Bla…GAMES é OldGames, OldGen e muitas velharias do mundo fantástico da diversão eletrônica. E o melhor é que hoje em dia sabemos que isso não estraga a televisão.

“Não há assunto tão velho que não possa ser dito algo de novo sobre ele.” (Fiódor Dostoiévski)