O ERRO da ATARI

By BLA...Bla...Games

Em 1983, a indústria americana de videogames viveu uma grave crise, crise esta que chamamos hoje de Crash dos Videogames.

Até este ano o mercado de games caseiro era dominado, em quase 70%, pelo videogame criado por Nolan Bushnell, o Atari 2600. Com o hardware projetado em 1976, para jogar cartuchos de 2K de memória, contendo jogos simples e de gráficos rudimentares, o 2600 garantiu o domínio do mercado de games usando a fórmula de licenciar jogos de fliperama e praticar preços abaixo dos preços dos concorrentes. Isto deu certo até 1981 meados de 1982.

Em 1982 a Atari lançou o Atari 5200, um videogame na mesma linha do antecessor 2600, mas com melhoria gráfica, sonora e hardware mais poderoso. A Atari esperava obtar o mesmo sucesso alcançado pelo primogenito. Mas os resultados não corresponderam ao plano traçado pela empresa de Bushnell. O Atari 5200 patinou em vendas e perdeu espaço para concorrentes que anteriormente nem no retrovissor da empresa apareciam.

A empresa Coleco, com seu Colecovision, levou ao mercado adaptações de arcades modernos para seu console caseiro e ainda lançou um exclusivo sistema chamado de Modulo de Expansão, que permitia aos donos de Colecovision jogar cartuchos do Atari 2600 por meio de um adaptador externo que poderia ser adquirido em qualquer loja de brinquedos e games.

A Atari, na contra mão destas inovações, continuou apostando todas as suas fichas no ultrapassado 2600, mesmo já tendo lançado o Atari 5200. O maior exemplo era o fato da Atari comprar as licenças de produção dos games mais populares de arcade e lança-los primeiro para o 2600 e só depois para o Atari 5200. Isto fazia com que o 5200 não tivesse nenhum cartucho exclusivo, ou seja, nada a acrescentar à biblioteca do novo console, a não ser uma nada significativa melhoria gráfica. Levando assim o console ao fracasso e culminando no

O resultado disto foi o mercado lotado de jogos sem qualidade (boa parte da Atari) e a cada dia chegavam mais e mais. Até que um dia o mercado não aguentou: muitos consumidores pararam de comprar videogames e começaram a preferir os computadores.


Mas analisando os pontos apresentados, talvez se a empresa de Nolan Bushnell , a Atari, tivesse traçado sua meta em outra vertente e com isso alterado o plano de mercado e priorizado o 5200, abrindo mão aos poucos do Atari 2600, quebrando paradigmas no desenvolvimento de jogos e buscado inovações poderia hoje a Atari ainda ter seu lugar ao sol no mercado de consoles. E o Crash dos Videogames poderia ter sido evitado. Claro que tudo isso é um talvez, mas que deixaria o mundo dos games bem mais interessante.


Ainda hoje no mundo do videogame o espaço deixado pela Atari encontra-se vazio, muitos dos jogadores daquela época não se adaptaram ou não se encantaram com os consoles produzidos desde então. O posto de videogame da família ainda está vago e muitos gamers ainda saudosos esperam um regresso.


Mas a lição deste erro perdura até hoje, e não há mais medo da inovação, cada vez mais as empresas de videogame buscam a evolução de seus consoles e jogos. A Atari ensinou ao mundo o que não fazer e os jogadores ensinaram para a Atari o que ela deveria ter feito.


Tags: , ,

One Response to “O ERRO da ATARI”

  1. … [Trackback]…

    [...] Informations on that Topic: blablagames.net/?p=980 [...]…

    #129

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.